Arquivo da tag: vaca

BELLA SWAN É UMA VACA MESMO

ó procê, Cato.

Há alguns meses escrevi um texto chamado “Bella Swan é uma vaca”, um título que considerei ofensivo o suficiente para chamar a atenção das pessoas além de ser uma boa frase para, futuramente, estampar numa camiseta. Pois bem, o que eu realmente acho sobre a personagem dessa tal “saga”, que a tanto fascina algumas pessoas, é vil demais para ser colocado num texto sem ferir o nível de decência da maioria das pessoas. Então poupo a todos.

Eu, que sempre escrevi ou pensei sobre a questão da idolatria nos fenômenos de mídia e sobre a questão da alienação de uma forma geral, nem cheguei a ficar surpreso quando, depois que publiquei o texto supracitado, fui atacado pelas fãs histéricas da “saga” (regozijo-me quando vejo alguém encher a boca para falar a palavra “saga”, como se isso desse algum valor metafísico à sua inteligência, quando, na verdade, acontece exatamente o oposto, mostrando uma limitação de vocabulário condizente com as pessoas que simplesmente ficam viciadas nos personagens de uma obra literária, deixando de lado as questões mais importantes da obra, como a estrutura literária, o enredo, a originalidade, o bom uso do vocabulário, as traduções, enfim, qualquer outro quesito que colocariam a “saga” no seu devido lugar; e, se quiserem, desconsiderem esta opinião disfarçada de parênteses). Claro que nem me surpreendi, pois todo mundo sabe como essas maníacas esquizofrênicas disfarçadas de fãs atacam ferozmente qualquer movimentação que se faça na direção de um ataque à mediocridade dessa série romântica feita com um único propósito: a arrecadação carnívora de lucro.

Vá lá, os comentários raivosos das estúpidas fãs, que mal serviram para encher minha paciência, apenas confirmaram que as reflexões feitas por mim acerca do assunto estavam certas, apesar de muita vezes parecerem exageradas e até mesmo falaciosas. Como eu não tenho problema em admitir que sou mesmo uma falácia ambulante, assumo aqui meus propositais exageros e sigo adiante.

E então a Kristen Stewart, a gracinha perturbada que interpreta a personagem principal dos tais livros e filmes, faz uma pirueta comportamental, nada demais, aliás, um chifre aí, coisa pouca em se tratando dessas atrizes autocentradas e mentirosas, um chifre no namorado que é seu parceiro romântico na série, atitude mais do que suficiente para arrancar o véu fantasioso (pra não dizer mentiroso) que os fãs colocaram sobre a atriz, misturando realidade e ficção num claro sinal de delírio coletivo, e catapultando a guria, que até é bonitinha, de volta ao plano de carne e osso do qual nunca deveria ter saído.

Quer dizer, agora todo mundo acha que a Kristen Stewart, que eu nunca ofendi na minha vida, já que no meu texto eu apenas ofendia a personagem, Bella Swan, que é só uma personagem fictícia e, por isso, não sai ofendida e nem mesmo existe de verdade, e que eu acho uma vaquinha mesmo, enfim, agora todo mundo acha que a gracinha da atriz realmente é uma vaca.

Bom, aí eu sento e rio, pois é só o que me resta.

E fiquem livres para tecerem seus comentários imbecis, crepusculetes.

[CATO ALBERICO RIBEIRO]

Etiquetado , , , , , , ,