festa sem sentido

Eu não sei quando comecei a escrever sobre as coisas. É claro que tudo começou com um questionamento natural, acho eu, do ser humano, essa coisa de querer saber de onde viemos ou como tudo começou ou como vai acabar. Essa coisa de querer saber sobre as coisas. Esse tudo que a gente finge que entende, mas não entende e nem passa muito tempo pensando nisso para ter a autoridade de dizer que sua opinião é algo mais além de uma mera opinião.

Eu não estou sozinho nesta festa, que não é muito divertida, pois acontecem poucos encontros humanos nela, já que esta festa fica rolando dentro dum espaço que ninguém tem muita vontade de entrar: minha cabeça. Mas eu não estou sozinho.

Uma festa das coisas dentro da minha cabeça.

Não, isso não faz muito sentido.

E eu acho que é daí que a gente pode começar a conversar.

[CATO ALBERICO RIBEIRO]

Anúncios
Etiquetado , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: