moço, acho que tem uma mosca na minha SOPA

Quando me falam sobre leis de autoria artística, sobe-me um arrepio pela coluna. E falo como artista. É claro que um artista, como eu, pode ou deve ter o direito sobre aquilo que cria. É claro que toda a indústria cultural está voltada para a ideia de que apenas uma pessoa, a autoridade do autor (notem a semelhança na etimologia), seja dona daquilo que ela cria. Esta é a ideia aproximada que querem nos passar, mas a verdade é que os artistas nunca mandam totalmente nas suas criações. Eles sempre as repartem com alguém. E não digo isso num bom sentido.

Num esquema de agiotagem célebre, gravadoras, editoras, emissoras e qualquer outra corporação cultural, estes nossos fabricantes diários de ideologias, emprestam dinheiro aos artistas, de modo que estes tenham melhores condições para continuarem com sua arte, para que tenham a possibilidade de ganhar algum dinheiro e que tenha também algum tipo de fama.

Não necessariamente nessa ordem.

Eles criam, então, verdadeiros mitos, que nem são grandes coisas, mas estamos tão mal acostumados com a criação de mitos, que seguimos a primeira besteira que nos aparece na frente e cantamos seus refrões baratos. E, não raro, ainda gastamos energia defendendo a essas criações de mal gosto.

Defendendo o lucro alheio.

Por que nos preocupamos tanto em defender o direito dos nossos artistas prediletos a lucrarem com sua arte? Resposta desconfortável logo adiante: porque nossos artistas prediletos manipulam-nos para tal. Não quero entrar na psicologia barata dos movimentos de idolatria ou no que até que seria uma muito necessária discussão filosófica sobre a questão da alienação. Não, prefiro ficar por aqui mesmo.

Se você não é artista, não trabalha com arte, não quer ficar famoso (está aí uma raridade), enfim, é uma pessoa normal que consome, mas não faz arte, deve ficar em qual posição da tigela ideológica: apoiar ou não o SOPA?

Sugiro que façamos uma pergunta: quem são os verdadeiros interessados na aprovação de tais leis?

"Ah não, sem boicote, por favor. Não dá pra viver sem o FIFA Soccer."

As grandes corporações, claro. It’s all about the big money.

Eles não querem preservar a arte. Claro que não. Isso é hipnose, pra gente acreditar nas mentiras. Trata-se, porém, de censura pura e simples, uma regulação das vias de comunicação que restringe o controle da mídia a meia dúzia de escusos senhores.

Alguém aí falou em “reptilianos”?

Pensem assim: eu até que deveria gostar do SOPA. Se tais leis já existissem, por exemplo, coisinhas como o Justin Bieber não seriam possíveis.

Liberdade de expressão, afinal de contas, é o que importa.

Mesmo que seja para sermos os idiotas de sempre.

[CATO ALBERICO RIBEIRO]

Anúncios
Etiquetado , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: