um post mortem no #SôniaAbrãoDay

Três famosos decidem morrer num dia só e a massa automaticamente acha que a taxa de mortalidade no mundo aumentou da noite pro dia.

Isso porque foram três famosos mais ou menos: Joãosinho Trinta (que eu escrevi a vida toda com “z”), Sérgio Britto e Cesária Évora.

Se você substitui um desses três nomes por um nome de peso mesmo, tipo a Regina Duarte, aí as pessoas sairiam às ruas e começariam a pilhar lojas e fazer maldades. Tipo o dia do apocalipse. Com zumbis.

E eu não quero agourar a Regina Duarte, ok? Ela é legal, eu tenho boas lembranças da minha infância com ela vendendo sanduíches na praia.

Mas hoje não é o Apocalipse Day, com o perdão do barbarismo. Menos que isso, é, segundo os desocupados da internet, o #SôniaAbrãoDay (com hashtag mesmo, desculpem de novo), porque aparentemente morreu gente pra cacete hoje.

Quer dizer, morreram três, ok, acho que a gente pode arredondar, tudo bem?

Três, na verdade, é o número de pessoas, mais ou menos, que morrem a cada minuto no Brasil. Segundo o Censo de 2010 aconteceram 1.034.418 mortes em território nacional, entre agosto de 2009 e julho de 2010, um número pra você pegar sua calculadora e divertir-se com a profusão de cálculos que ele gera.

Então, gente, todo dia é #SôniaAbrãoDay.

E eu dei uma arredondadinha, só porque é final de ano.

[CATO ALBERICO RIBEIRO]

Anúncios
Etiquetado , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: