vacas e cães (partita #45, adagio molto mesto)

Gentem. O povo diz que eu sou amargo. Mas eu não sou.

Eu sou um doce.

Eu não sou como aquela mulher horrorosa que jogou um filhote de yorkshire contra a parede e o chão diversas vezes, diante de uma criança pequena, até que o animalzinho morresse dentro de um balde de plástico azul depois dum longo processo de maldade e dor. Aquele cão só nasceu pra morrer daquele jeito. E eu não vejo justiça divina nehuma nisso.

As coisas são assim porque elas simplesmente são assim. Dá pra entender?

A maldade está aí, mas está escondida. As pessoas ficam horrorizadas com o caso do filhotinho, porque não tem como não se horrorizar, mas provavelmente muitas delas assistiram ao tal video deliciando-se com um pedaço de carne sem perceber que aquelas cenas acontecem diariamente nos matadouros do mundo, em escala mastodôntica, todos os dias, todas as noites, um processo de destruição em massa das espécies mais diversas, com métodos rudimentares de assassinato em série, com muito sofrimento, muita sujeira e falta de humanidade.

Ou talvez seja o contrário. Talvez o problema de tudo seja exatamente a humanidade. Acho que tem humanidade demais no processo todo.

Não sei quem disse, mas disse bem, que se os matadouros tivessem paredes de vidro, ninguém mais comeria carne.

“Ah, mas isso não tem nada a ver com o fato…”

É, não tem nada a ver. Desculpa chamar a sua atenção.

Pode voltar pro seu Chicken McNugget.

Eu não sou vegetariano.

Ou sou?

Isso não importa, não é verdade? Nós não estamos nos comendo mesmo. O processo pode esperar. Não somos nós que sofremos.

Molho barbecue? Adoro…

[CATO ALBERICO RIBEIRO]

Anúncios
Etiquetado , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: